Bike-Leonardo-Anjo

Leonardo - o bike anjo de Maceió

Chegou a hora de ir embora! Mais uma vez, teria que estar no aeroporto de madrugada. Meu vôo saía às 5h20 da manhã. Eu tinha que pedalar 25 km, chegar uma hora antes e saber lidar com os imprevistos de errar o caminho. Me preparei para tudo isso.

O funcionário do albergue me ajudou a bolar um mapa legal para que eu chegasse rápido e facilmente á grande avenida que leva ao aeroporto. Fiquei mais tranquila! Me programei para sair às 2h da manhã. Teria tempo suficiente para a pedalada, murchar pneu, alinhar guidão tirar pedal e, se casa fosse necessário, brigar novamente para despachar a magrela.

Fui jantar com um pessoal do albergue e voltamos tarde. Acabei tomando um banho para espantar o sono e já segui viagem. Saí às 00h40. Óbvio que errei o caminho. Mas, me achei rápido e me resolvi. Em 15 minutos eu estava na avenidona que vai para o aeroporto. Por ser uma madrugada de sexta feira, a avenida até que estava movimentada e muita gente bebia e ouvia um péssimo e alto som em postos de gasolina. Eu, segui sempre pedalando e prestando atenção em tudo.

Quando já fazia uma meia hora que eu estava pedalando, vi um cara de bike chegando muito rápido perto de mim. Me assustei tanto que joguei a bike para o meio da avenida. O garoto, também assustado com a minha reação, disse: “calma moça, eu não vou fazer nada não”. Ufa! Pedi desculpas! Disse que ele tinha me assustado, pois chegou muito rápido. Pegamos no papo. Ele, Leonardo, chapeiro de uma lanchonete, voltava do trabalho. Sua casa é bem perto do aeroporto. Combinamos de seguirmos pedalando juntos. Ele entraria em uma rua antes do aeroporto.

Conversa vai, conversa vem, expliquei para ele como eu tinha que fazer para despachar a bike no avião. Falei que eu não sabia tirar o pedal direito (pois é, eu sou atrapalhada mesmo), mas que tentando bastante eu conseguia! Ele, então, se prontificou a ir comigo até o aeroporto para me ajudar. Tentei negar a ajuda, mas acabei cedendo. Ele falou que nas horas vagas costuma ajudar um amigo em uma bibicletaria do bairro. Achei que poderia me ajudar mesmo.

Seguimos pedalando. Quando estávamos a 1km do aeroporto, já na BR e num breu danado, somente com a luz da minha bicicleta, um barulho: xiiiiiiiiiii… em menos de um segundo o pneu dianteiro da minha bicicleta estava no chão. Furou! Leonardo sugeriu de irmos empurrando, já que o aeroporto estava próximo e lá teríamos iluminação. No trajeto a pé eu fui agradecendo a Deus o tempo todo por não estar sozinha naquela estrada escura e com um pneu furado.

Chegamos no aeroporto e Leonardo me ajudou a remendar os furos, eram dois, e ainda achou o caco de vidro desgraçado que fez o estrago. Ele também tirou o bendito pedal em questão de segundos. A Germana ficou pronta rapidinho para seguir viagem e, melhor, sem discussões! Foi super bem tratada!

Como eu estava hiper adiantada e chovia muito forte lá fora, convidei Leonardo para um café. Contei para ele sobre os bike anjos de São Paulo e disse que naquela noite ele tinha sido o meu bike anjo. Agradeci e ele ficou super orgulhoso de si próprio. A chuva parou e o horário do embarque se aproximou. Nos despedimos. Segui viagem bem menos preocupada se a bike estaria bem ou não. Estava tão feliz com o episódio da ida para o aeroporto que me senti a pessoa mais sortuda da face da terra.

Germana a caminho da sala de restituição de bagagem. Acho que ela foi mais bem tratada que todos os passageiros e demais malas e mochilas.

No avião sentei na janelinha com vista para a saída do bagageiro da aeronave. Quando chegamos em São Luís fiquei só observando como é que eles iriam tirar a minha bicicleta de lá. Ela foi a primeira a sair. Dois funcionários desceram ela e um seguiu empurrando até a sala onde entregam as bagagens. Foi tão VIP. Adorei. E dessa vez tudo deu certo, muito certo.

Anúncios

3 Responses to Bike-Leonardo-Anjo

  1. Ludmilla disse:

    Pessoas boas e maravilhosas como você sempre irão encontrar esses “anjinhos” pelo caminho, tenho certeza!
    Evelyna, suas aventuras estão demais! Muito orgulho de você, minha amiga.

    Saudades grandes

    beijão

  2. Cleide disse:

    Filhota,
    O anjo Leonardo é resposta de Deus às nossas(de muita gente mesmo!) orações.
    Beijos. Saudades!!!

  3. enio PAiPA disse:

    Evelyn,imagino o susto que você deve ter tomado com a chegada repentina do Leonardo. Mas aí que tá aquele lance de confiar ou desconfiar das pessoas, da segurança, etc. Estamos (mesmo que INVOLUNTARIAMENTE) condicionados a sentir medo, principalmente numa situação dessa. Lógico que o medo tem que existir, se não tiver, a vida perde o sentido. Mas ele não pode ser absoluto nas nossas decisões e atitudes. Graças a Deus era um cara que queria te fazer companhia, com as melhores intenções. Mas poderia ser diferente. Enfim. Eu sou um monte medroso, + no meu deslocamento diário de bici, passo por lugares “sinistros” (que nem são ESSAS coisas todas) em Recife. E tento sempre deixar a vida acontecer naturalmente. Fico com MEDO, mas prefiro ficar perto das pessoas, tentar puxar uma conversa, ou no mínimo um BOA NOITE! Se um dia acontecer de eu dar um “Boa noite” e o cara responder “Me passa a bicicleta” no mínimo eu saiu pedalando na que ele tava.. =) Prefiro pensar só no lado POSITIVO das coisas… É isso… Fé em Deus e força no pedal!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: