Em Rio Branco

O vôo para Rio Branco foi rápido e tranquilo. Cheguei no aeroporto e já liguei para o Marco, rapaz que conheci no Couch Surfing e que está me hospedando, para saber se dava para eu ir de bike até a casa dele. Ele disse que era longe e complicado e que o melhor era eu pegar dois ônibus. Os táxis são caríssimos e cobravam de R$50 a R$60 para me levar até a casa dele.

Por fim, na hora que eu estava indo para o ponto de ônibus com toda a minha tralha, um senhor perguntou porque eu não ia de táxi. Falei que era muito caro. Ele perguntou para onde eu estava indo. Mostrei o endereço. Ele me perguntou, “por R$30 você quer que eu te leve?! Aí já paga minha gasolina!” Aceitei, pois as coisas estavam pesadas mesmo. Por fim, era perto pra caramba, não chegava nem a 10 km e tudo reta e metade do caminho com ciclovia!!!! A noção de perto e longe dos acreanos é diferente!

Aí quando chegamos eu só tinha uma nota de 50 ou duas de 10 para pagar. Ele acabou aceitando os 20!!!

O Marco estava a caminho para me encontrar. Ele mora bem perto da Universidade Federal. Ele é italiano, fotógrafo e estudante de nutrição e ganhou uma bolsa da União Européia para estudar 4 meses no Brasil. Dia 25 ele vai embora! A casa dele é pequena. Eu durmo em um espaço que é sala, cozinha e quarto de hóspedes.

Deixei minhas coisas lá e fomos para a Universidade almoçar. O bandejão custa R$1,50 para os estudantes e eles não pedem carteirinha. Ou seja, almoço fácil pagando R$1,50!!!!
Durante o almoço conheci alguns amigos do Marco que me deram boas dicas. Mas todos falavam “ir de bike até o centro é muito longe”. Todos me sugeriram ir com a bike no ônibus e pedalar pelo centro! Depois me levaram para a biblioteca, mostraram o mapa de Rio Branco (eles têm uma dificuldade incrível para ver mapas, pior que eu!!!!), e sugeriram alguns lugares para visitar.

Com isso, saí da universidade às 15h e eu sabia que o centro de informações turísticas, no centro da cidade, fechava às 16h e era o único lugar onde eu conseguiria um mapa da cidade. Como a bike estava na casa do Marco, ele sugeriu que eu fosse de ônibus para conhecer o caminho e no dia seguinte ver se dava para fazer de bike ou não.

Pois é, fui de ônibus e o caminho era hiper fácil. 70% do trajeto com ciclovia e ciclofaixas. Até na BR eu pedala em uma faixa preferencial para ciclistas!!!! As ciclovias são muito legais e inteligentes. A maior parte está concentrada no chamado Parque da Maternidade, uma espécie de parque linear que cruza a cidade e possui ciclovias em todo o seu trajeto. O parque não tem muros e é interligado com os bairros, então é muito simples pedalar por ele e sair dele para seguir caminho por outro lugar.

O centro da cidade é muito legal e bem conservado, muitas praças e parques fazem o cenário ser bem agradável. A cidade é bem bonita e arborizada. Os museus espalhados por Rio Branco contam a história de um Acre batalhador, que viveu de guerras para se consolidar estado brasileiro e para preservar as florestas de seringuais. Todos aqui se orgulham do título de “povos da floresta” e a relação das pessoas com a mata e com a história acreana é bem bonita.

Anúncios

5 Responses to Em Rio Branco

  1. Lou disse:

    Ufa! Comecei a ficar preocupada com a falta de notícias tuas pelo blog, já que a última notícia tua que eu tinha era uma mensagem de celular dizendo que você finalmente sabia o que é uma chuva amazônica.

    Sim, os acreanos são bastante enfáticos na afirmação da própria identidade; bem ao contrário dos rondonienses, cuja identidade é misturada.

  2. Valdson disse:

    É muito interessante como podem variar os conceitos de longe e perto, fácil e difícil e como em uma cidade plana, onde tudo é perto e com ciclovias as pessoas ainda sintam tanta necessidade do transporte motorizado. Qual será a razão para isso? Cultura? Comodismo? Mídia? Consumismo? Status?

  3. Força no pedal Evelyna!!!
    Tá tirando fotos dessas ciclovias e ciclofaixa do AC? Chinelada na paulistada! hehehe

    Muito bom os relatos. Agora, ser mais perdido que você para ler um mapa hein?? Sinistro!!!

    Bjs,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: