Como chegar de bike no aeroporto?

São Paulo vista do alto

Sábado foi correria: Tive aula de campo o dia inteiro e o vôo para Porto Velho marcado para sair às 18h55, ou seja, tinha que chegar em Congonhas no máximo às 18h. Como minha aula acabava às 16h30 lá no Jabaquara, achei que dava tempo de sobra para encontrar o João no Campo Belo e seguirmos juntos para o aeroporto.

Mas, como estamos em São Paulo, o problema já começou na volta para a cidade. Minha aula foi em Nazaré Paulista e o microônibus saiu de lá umas 15h45. OK, previsão de chegada no Jabaquara: no máximo às 17h. Ainda teria um tempo bacana, se não fosse a chuva e o trânsito que costuma formar junto com ela. O motorista conseguiu pegar a pior via da cidade para chegar ao Senac. Muitos semáforos, muita chuva, muito trânsito… São Paulo!

Por fim, o João foi direto encontrar  comigo no Jabaquara, pois cheguei às 17h15, e de lá já fomos direto para o aeroporto, com bagagem e chuva e eu toda suja! Achamos que daria tempo de pelo menos eu comer alguma coisa e trocar de roupa no aeroporto mesmo, afinal, estavamos a menos de 5 km de lá. Só que as vias que levam a Congonhas não foram feitas para quem anda de bicicleta. Completamente movimentadas, tivemos que ir para a calçada, cheia de buracos e degraus que dificultavam o pedal, principalmente para mim, que estava de dobrável aro 20! Chegou um momento que o melhor negócio foi empurrar a magrela na calçada até chegarmos no aeroporto, morrendo de raiva da prefeitura que faz vias gigantescas para os carros e não cria um acesso decente para pedestres e ciclistas que também – olha que incrível! – viajam de avião!

Chegamos no aeroporto empurrando as bikes e um pouco atrasados. Já eram 18h e eu ainda tinha que murchar o pneu da bike, guardar na mala que comprei pra ela, trocar de roupa… nem deu tempo de comer nada. Nos despedimos correndo, entrei na sala de embarque e já estavam fazendo a última chamada para o meu vôo.

Fui uma das últimas a entrar. As portas se fecharam logo em seguida e seguimos viagem. Lá do alto, quando tudo fica pequenininho, São Paulo continuava gigantesca. Estava morrendo de raiva da cidade, das dificuldades para chegarmos de bike no aeroporto, de tudo. Mas aos poucos, enquanto o avião se afastava e a cidade continuava gigante, pensei que não é uma boa amaldiçoar a cidade. Por isso deixei o desejo de que quando eu voltar alguma coisa esteja melhor em São Paulo, principalmente para as bicicletas!

Anúncios

4 Responses to Como chegar de bike no aeroporto?

  1. Juliana disse:

    Evelyn
    te desejo grandes emoções!
    Vai contando por aqui e não se esqueça a gente está na torcida.
    bj

  2. Cleide disse:

    Filhota, querida!
    Já estamos com saudades. Mas, sentimos você bem pertinho a cada notícia publicada.
    Boas aventuras, excelente trabalho e, muitas descobertas para enriquecer nosso conhecimento!
    Amamos você!
    Beijos

  3. Débora disse:

    Então deu tempo! Ficamos preocupados quando vc saiu do nosso apê com a bike, por conta da chuva… mas deu tudo certo no final! UFA!
    Estou torcendo muito por vc… é uma pena vc não estar nas aulas finais da pós… Beijão!

  4. Escolhas « disse:

    […] dia 11 de dezembro, quando levantei vôo rumo a minha primeira viagem, escrevi aqui no blog que estava de saco cheio de São Paulo. Já era hora de dar férias para a Paulicéia […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: